Início
Início
26-02-2021

Após publicação da Resolução do Conselho de Ministros 10-A/2021, de 17 de fevereiro, foi feito um ponto de situação do processo de avaliação das candidaturas na reunião de 25 de fevereiro da Entidade Responsável. Nessa reunião, a Coordenadora Nacional deu conta dos seguintes resultados: das 774 candidaturas entradas e após notificação de 348 candidaturas com uma ou mais desconformidades, foram consideradas conformes e distribuídas pelo júri 632 candidaturas, encontrando-se ainda pendentes para distribuição 142 candidaturas. Face a estes números, a Coordenadora apresentou o pedido do júri de alterar a data limite de 2 de março para 31 de março. Esta alteração foi aprovada por unanimidade pela Entidade Responsável, conforme ata da reunião, tendo já sido remetida para homologação ministerial das sete áreas governativas que integram a Entidade Responsável.

Os pareceres de admissibilidade aprovados pelo júri, com a identificação das 482 candidaturas já admitidas, podem ser consultados AQUI. As restantes candidaturas aguardam parecer de admissibilidade a aprovar pelo júri.

A equipa de coordenação nacional agradece a compreensão de todos os candidatos bem como o empenhamento e dedicação de todos os membros do júri.

02-03-2021

Na sua reunião de hoje, o júri saudou todas as candidaturas. Garantir o tempo necessário para que o trabalho do júri seja feito com rigor e muito cuidado foi a razão do novo prazo de avaliação de 31 de março, fixado pela Entidade Responsável. Todas as candidaturas serão então notificadas, para se poderem pronunciar sobre a lista preliminar de classificação antes de ser aprovada a lista final. Podem seguir as ordens de trabalho e os documentos apreciados nas reuniões do júri AQUI.


09-02-2021

O processo de avaliação das candidaturas é complexo e têm-nos sido pedidas informações sobre o ponto de situação. Toda a evolução deste processo pode ser acompanhada neste site, acedendo aos pareceres de admissibilidade aprovados e aos despachos de notificação do Presidente do júri.

Público on-line, Luísa Pinto, 17-02-2021

O prazo de conclusão do programa interministerial Bairros Saudáveis, que surgiu no contexto da pandemia da covid-19, foi estendido até ao dia 30 de Abril de 2022. A autorização (Resolução do Conselho de Ministros 10-A/2021) publicada esta quarta-feira em Diário da República, é consequência natural do pedido de prorrogação feito pelo júri, para poder analisar o elevado número de propostas, tendo agora o dia 2 de Março para o fazer.

O programa recebeu 774 candidaturas de projectos, provenientes de territórios localizados em 596 freguesias, o que representa 21% de todas as freguesias do continente - está já publicado um mapa interactivo com informação de todas as candidaturas. Contabilizando os pedidos de apoio feitos nestas candidaturas, os projectos ascendem aos 30,4 milhões de euros, o triplo da dotação disponível, e que é apenas de dez milhões de euros.


Dispersão das candidaturas recebidas
05-12-2020
As 774 candidaturas recebidas no Programa Bairros Saudáveis foram transpostas para um mapa dinâmico, de dados abertos, com base nas freguesias em que se localizam os territórios de intervenção. Pode consultar e navegar no mapa AQUI , ampliando ou reduzindo a escala ou procurando freguesias pelo nome. Cada ponto assinalado no mapa tem associado o nome da freguesia, o número de candidaturas apresentadas nessa freguesia, o total da verba que essas candidaturas solicitam e o valor que prevêem obter através de outras fontes de financiamento. A dimensão de cada "ponto" é proporcional ao número de candidaturas apresentadas em cada freguesia.
Com Lusa, 04-12-2020

As candidaturas ao Programa Bairros Saudáveis provêm de territórios localizados em 596 freguesias, o que representa 21% de todas as freguesias do continente, explicou Helena Roseta ontem, em conferência de imprensa promovida pela equipa de coordenação nacional do Programa. O programa, que surgiu no contexto da pandemia da covid-19, deu conta que o concurso registou 774 candidaturas de projetos, contabilizando 30,4 milhões de euros, o triplo da dotação disponível (10 milhões). O mapa em cima assinala as freguesias onde foram apresentadas candidaturas, bem como os limites das cinco áreas regionais do Programa.


20-11-2020

Foi esta tarde assinado, em cerimónia realizada por zoom, o protocolo de colaboração entre o Programa Bairros Saudáveis, representado pela Secretária-Geral do Ministério da Saúde, e a Associação Nacional dos Médicos de Saúde Pública, representada pelo seu Presidente, Ricardo Mexia.

A cerimónia contou com a participação do Secretário de Estado Adjunto e da Saúde, António Lacerda Sales e foi transmitida em directo no facebook do Programa, onde permanece a gravação. Usaram da palavra, além das pessoas já referida, Isabel Loureiro e Helena Roseta, da equipa de coordenação nacional, estando ainda presentes Hugo Esteves e Mário Jorge Santos, também da coordenação nacional do Programa.

Veja mais AQUI

22-10-2020

“O que nos move é uma ideia civilizacional: a saúde só é possível se estiver presente em todas as políticas e em todos os territórios”, afirmou ontem Marta Temido, ministra da Saúde, na cerimónia de assinatura do protocolo do Programa Bairros Saudáveis com a Associação Nacional de Freguesias.