Início
Início
Luísa Pinto, texto, imagens de Miguel Manso e Adriano Miranda, Público, 12-04-2021

Programa Bairros Saudáveis só tem orçamento para financiar 30% dos projectos que se candidataram. Helena Roseta defende continuidade do programa com financiamento do PRR.

Enquanto não há decisões sobre essa matéria, é já possível desenhar uma espécie de retrato do país, a partir das candidaturas apresentadas pelas associações comunitárias. É um país preocupado com carências económicas e propostas de apoio alimentar, um país com necessidades de conforto térmico e de arranjos na habitação. E é também um país preocupado com a solidão, as dificuldades de socialização, com o analfabetismo, com a baixa literacia digital e com o acesso à Internet. É um país preocupado com desempregados, idosos, crianças, mulheres, jovens em risco, sem abrigo, emigrantes, e com patologias como a diabetes, a tuberculose, as infecções de transmissão sexual.


Mapa das candidaturas admitidas e financiáveis retificado
com Lusa, 31-03-2021

O Programa Bairros Saudáveis prevê financiar 232 projetos, de um total de 774 candidaturas recebidas, considerando a dotação disponível de 10 milhões de euros, segundo a lista preliminar, com a pontuação das iniciativas, aprovada ontem pelo júri. Das 774 candidaturas recebidas, o júri do programa considerou a admissão de 750 propostas e a exclusão de 24 iniciativas "por desconformidade com as regras regulamentares", aprovando a lista preliminar com a pontuação das candidaturas admitidas, que ordena as classificações por ordem decrescente e que "prevê que sejam financiadas as primeiras 232 candidaturas".

Os mapas preliminares foram substituídos pelos mapas ao lado, já retificados. Os mapas assinalam o número de candidaturas por freguesia, tendo em conta que uma mesma candidatura pode envolver várias freguesias.

17-03-2021

Já está disponível uma lista completa dos projetos recebidos no Programa Bairros Saudáveis, com indicação detalhada sobre cada projeto. A pesquisa pode ser feita por eixos temáticos – eixo da saúde, eixo social, eixo económico, eixo ambiental e eixo urbanístico – ou por áreas regionais (Norte, Centro, Lisboa e Vale do Tejo, Alentejo e Algarve). Ver o que cada parceria propôs e como pretende executá-lo é uma prova da energia que este Programa desencadeou e da capacidade de sonho que muita gente, mesmo em pandemia, foi capaz de congregar.

02-03-2021

Na sua reunião de hoje, o júri saudou todas as candidaturas. Garantir o tempo necessário para que o trabalho do júri seja feito com rigor e muito cuidado foi a razão do novo prazo de avaliação de 31 de março, fixado pela Entidade Responsável. Todas as candidaturas serão então notificadas, para se poderem pronunciar sobre a lista preliminar de classificação antes de ser aprovada a lista final. Podem seguir as ordens de trabalho e os documentos apreciados nas reuniões do júri AQUI.


09-02-2021

O processo de avaliação das candidaturas é complexo e têm-nos sido pedidas informações sobre o ponto de situação. Toda a evolução deste processo pode ser acompanhada neste site, acedendo aos pareceres de admissibilidade aprovados e aos despachos de notificação do Presidente do júri.

Público on-line, Luísa Pinto, 17-02-2021

O prazo de conclusão do programa interministerial Bairros Saudáveis, que surgiu no contexto da pandemia da covid-19, foi estendido até ao dia 30 de Abril de 2022. A autorização (Resolução do Conselho de Ministros 10-A/2021) publicada esta quarta-feira em Diário da República, é consequência natural do pedido de prorrogação feito pelo júri, para poder analisar o elevado número de propostas, tendo agora o dia 2 de Março para o fazer.

O programa recebeu 774 candidaturas de projectos, provenientes de territórios localizados em 596 freguesias, o que representa 21% de todas as freguesias do continente - está já publicado um mapa interactivo com informação de todas as candidaturas. Contabilizando os pedidos de apoio feitos nestas candidaturas, os projectos ascendem aos 30,4 milhões de euros, o triplo da dotação disponível, e que é apenas de dez milhões de euros.


Agenda